Mais um Ministro Preso

ministro-da-secretaria-de-governo-geddel-vieira-lima-da-entrevista-sobre-a-reforma-da-previdencia-no-palacio-do-planalto-1484331089664_1920x1280-780x500Geddel Vieira Lima, ex-Ministro da Secretaria de Governo (responsável pela articulação política) foi preso hoje, na Bahia. A operação que o prendeu foi a “Cui Bono?” (“A Quem Interessa?” – em latim).

Além de todas as operações podres que executava junto a ninguém menos que o sr. Eduardo Cunha e que também praticou quando foi vice-presidente de PJ na Caixa, o que pesou contra ele foram as palavras do ‘mascote’ da república caída, o sr. ‘Joesley Safadão’.

Na fatídica conversa gravada no Palácio do Jaburu, o dono do grupo JBS comunicou ao sr. Presidente Michel Temer que tratava assuntos de interesse de seu grupo através do ex-Ministro. Como Geddel passou a ser investigado pela PF devido as falcatruas praticadas na Caixa, Joesley disse a Temer que não poderia mais procura-lo, ao que prontamente o sr. Presidente indicou ninguém menos que Rodrigo Rocha Loures, o homem que um mês depois foi flagrado com uma mala contendo R$ 500.000,00 recebida de um subordinado de Joesley, em um restaurante.

Não obstante, em sua delação, Joesley diz que repassou a bagatela de 100 milhões de reais a um tal de Lúcio Funaro (operador financeiro), que disse ter repassado 20 milhões desta quantia a Geddel.

Isto posto, me recuso a comentar o tema. As desculpas esfarrapadas dos caras de pau são sempre as mesmas: “nego as acusações”, “confio na justiça”, etc. Eles cospem na nossa cara e o STF está lá para garantir que que eles saiam como mocinhos.

Mas eu me pergunto como, em sã consciência, nós nos permitimos viver desde que o Brasil é Brasil com uma “Secretaria de Governo” e NUNCA questionar sua existência. Ou será que não vivemos conscientemente até uns poucos anos atrás?

Como pode haver um ministro para cuidar de articulação política? Aliás, como pode existir a atividade “articulação política”?! Ora, a política é um meio, uma condição humana de se relacionar, mas nunca um fim! Como se pode fazer política por política?

Vamos ilustrar a situação para ver como somos otários: imagine um empregado que costuma bater suas metas e procura seu chefe a fim de obter uma promoção. Imagine, porém, que na empresa exista um departamento interno cujo fim é apenas intermediar este diálogo entre subordinado e chefe. Este departamento é composto por pessoas que recebem seus salários exclusivamente para “fazer política”. Elas existem nesta instituição apenas para procurar o empregado de bom desempenho, assediá-lo oferecendo-lhe promoções que sequer sabe se existem, e também procurar o chefe assediando-o da mesma forma, pressionando pela promoção. Obtendo êxito, este departamento ainda negocia com o chefe benefícios extras ao recém promovido que serão retidos como comissão e negocia com o subalterno parte de seu aumento que também será retida como complemento da comissão. Esta é a Secretaria de Governo. Não serve pra porra nenhuma! Ou melhor, serve para estuprar o dinheiro do contribuinte e sustentar essas propinas irreais.

Se tornou tão absurda a “política” praticada no Brasil que se fala de milhões como se falasse de 500 reais que você guardou para um bom final de semana! E nós continuamos aqui, com cara de reprovação, mas sem atitude alguma.

A verdade é que estamos de luto. É tanta podridão que já não se dá mais conta sequer de acompanhar o crescimento de denúncias.

Pode-se revelar quantos Geddels e Cunhas existirem, se nós não encontrarmos outra forma de lidar com o governo do país, vão aparecer mais e mais deles, num ciclo sem fim.

 

Forte abraço, PMA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.