Vivemos um Regime Socialista

dsgghfghfghfhVivemos sob a égide do socialismo, a despeito do que pensam os jornalistas da mídia tradicional. O Brasil é uma sociedade de economia mista, combinando características do socialismo e do fascismo.

Aqui não existe livre iniciativa uma vez que nada pode ser feito sem que o governo outorgue permissão expressa. Aqui não existe livre mercado, muito antes pelo contrário. Além da violência fazer parte do dia-a-dia das relações interpessoais, o governo que deveria extirpá-la é o primeiro a promovê-la.

O Brasil é uma sociedade juridicamente instável e insegura. Aqui não existe propriedade privada, tudo é regulado minuciosamente e tributado pesadamente. A legislação, via de regra, é produzida fora do legislativo pela burocracia.

As leis são incontáveis, confusas, contraditórias, violentas, abusivas, subjetivas, retroativas, autoritárias e desumanas, pois para serem atendidas demandam o sacrifício da vida, da liberdade e da busca da felicidade. Socialismo é o sistema onde o governo escraviza o indivíduo, colocando-o a serviço do coletivo, da sociedade, do partido, da oligarquia ou da elite que está no poder. Socialismo advém de uma ética niilista e deletéria.

Entre os valores que sustentam esse arranjo político estão: o do sacrifício individual, conhecido por altruísmo; o que vê o indivíduo como um meio a serviço de terceiros, conhecido por coletivismo; o que dá primazia ao estado sobre o indivíduo, hierarquizando a sociedade como se o governo fosse dono do nosso destino, conhecido por estatismo. O gigantismo estatal tornou a vida no Brasil insustentável e insuportável.

Essa combinação disfuncional que agiganta o estado, que expolia a riqueza arduamente criada por quem produz valor, estabelece privilégios à custa dos direitos individuais de todos. Mandar na vida alheia, impondo que se siga uma política de correção comportamental, se tornou prática corriqueira.

Os privilégios decorrentes, corrompem a moral e pervertem a política incentivando a tirania tanto do estado perante a sociedade, como no comportamento individual daqueles que se acham privilegiados, que entendem que o governo deve lhes dar segurança absoluta, inclusive limitando a liberdade e a propriedade dos outros, para que desfrutem do estado de bem estar social pelo simples fato de existirem.

As metas são corretas e exigem ideias e ações pertinentes.

Conciliar, politicamente, sua fé religiosa e seu nacionalismo, altruístas e coletivistas, com a ética do individualismo, privatista e liberal, necessário para estabelecer uma sociedade baseada na livre iniciativa, na propriedade privada, no estado de direito e no livre mercado será o grande desafio do Bolsonaro. Para alcançar seus propósitos ele terá que adotar além de Brasil acima de tudo e Deus acima de todos, liberdade acima de tudo e a razão acima de todos.

Texto de Roberto Rachewsky

 

Forte abraço, PMA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.