Estranho Amor

cfb_128797

Oh, o amor! Cumplicidade, companheirismo, compreensão… inocência!

Dizem ser bom. Dizem ser utópico.

 

Oh, a paixão! Juventude, boa fé, desejo, calor… intensidade!

Dizem que cega. Também dizem se tratar do melhor da vida.

 

Dizem, dizem, dizem…

 

Quantos amores, quantas paixões? Possível seria enumerá-las? Não saberemos…

Muitas, belas, únicas. Mas há aquela, aquela…

Aquela cuja grandeza é semelhante ao Templo de Ártemis em Éfeso. Aquela cujo brilho reluzente é como a estátua de ouro de Atena. Cujo encanto cativante se compara ao desabrochar de uma rosa negra de Halfeti. Seu tom supera ao rouxinol que canta todas as manhãs de primavera en Corse.

 

Oh, por quê tanto amar? Por quê tanto apegar?

 

A trajetória humana não é como uma flecha lançada. Um inseto que voa, voa e voa… aleatoriamente dentro de uma esfera. Assim é. Pas de cours definidos ou itinerários prévisible.

 

Outra vez aqui. Hoje vejo, te vejo. Te vejo mas não vejo pois quando via não via.

O que não via, me encantava.

Mas agora vejo. Oh, rude vida, nada cortês… Por que não via? Não queria ver? Não importa, afinal.

Agora vejo, mas não sei se queria ver ou não ver. Não ver o ver, ver o não ver, não ver o não ver…

Mas agora vejo, e o brilho de outrora já não brilha mais.

Agora vejo, e o encantamento se desfaz afinal.

 

Au revoircaptivant paixão de outrora. Sempre estarás especialmente guardada. Porém, não mais em Corse, mas na Normandia.

 

 

Pedro Madsen Andrade

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.